PortugusBrasilEnglish (UK)Spanish

Recursos

Ao discernir vocação

Ao teu amparo recorro,
Santa Maria
da Boa Eleição,
maravilhado pela clareza
com que soubeste discernir
e acolher
as palavras
do Mensageiro divino.
Bem sabes como é difícil
eleger corretamente
o caminho na vida,
descobrir para que nasci,
pois ao fazê-lo ponho
em risco minha felicidade
nesta vida
e por toda a eternidade.
Sei que devo buscar com prudência
e com todo cuidado
os sinais
que mostram
a direção correta,
que não é questão de gostos
ou de desgostos,
e sim do melhor caminho
para mim.
Precisamente disso se trata,
da minha vida.
O que é excelente para outro
pode muito bem não ser bom
para mim.
Quero escolher
sem errar,
pois estou convencido
de que isto é fundamental
para a minha plena realização.
Mas o barulho do mundo,
a falta de hábito,
as idéias preconcebidas
e até os dizeres
daqueles que com boa intenção
ficam só nas aparências,
sem compreender realmente
o que eu vivo,
tornam tão difícil
escolher corretamente
e tão perigoso inclinar-me
a um tipo de vida
para o qual não nasci
e no qual me encontraria
fora do lugar.
Sei que tenho que agir
com prudência,
escutando opiniões,
mas sem deixar
que elas me determinem,
buscando sempre
o desígno divino,
sem deixar-me impressionar tanto
pelos aparentes
benefícios temporais
que talvez hoje me deslumbrem,
pelo que vejo
como um futuro idealizado,
mas sim vendo com maior realismo
o que me depara o amanhã
de acordo com minha profunda
natureza e condições.
Ó Santa Maria
da Boa Eleição!
cuida dos meus passos,
guia-me pelo caminho correto e
obtém-me a ajuda divina para que
eu possa fazer livremente
uma boa eleição.
De minha parte te ofereço ser
o mais sereno possível,
evitar toda fascinação
momentânea,
refletir com toda a seriedade,
conhecer e avaliar
os diferentes estados
e suas condições,
procurar os sinais
do caminho que devo percorrer,
consultar com total liberdade
pessoas prudentes,
rezar com perseverança
pedindo iluminação
e, enfim,
fazer o que estiver ao meu alcance
para cooperar com a graça
em fazer uma boa escolha.
Assim seja.

 

 

Mensagem do Papa João Paulo II II para o XL Dia Mundial de Oração pelas vocações -  11 de maio de 2003

“Maria, humilde serva do Altíssimo,
o Filho que geraste, tornou-te serva da humanidade.
A tua vida foi serviço humilde e generoso:
Foste serva da Palavra quando o Anjo
Te anunciou o projecto divino da salvação.
Foste serva do Filho, dando-lhe a vida
e permanecendo aberta ao seu mistério.
Foste serva da Redenção,
‘estando’ corajosamente aos pés da Cruz,
ao lado do Servo e Cordeiro sofredor,
que se imolava por nosso amor.
Foste serva da Igreja no dia de Pentecostes
e com tua intercessão continuas a gerá-la em cada crente,
também nestes nossos tempos difíceis e angustiosos.
A Ti, jovem filha de Israel,
que conheceste a inquietação do coração juvenil
diante da proposta do Eterno,
olha com confiança os jovens do terceiro milénio.
Torna-os capazes de acolher o convite de teu Filho
a fazer da vida um dom total para a glória de Deus.
Fá-los compreender, que servir a Deus, sacia o coração,
e que só no serviço de Deus e do seu reino,
realizam-se segundo o divino projecto,
e a vida se transforma num hino de glória à Santíssima Trindade.
Amen.”