PortugusBrasilEnglish (UK)Spanish

“As Servas estamos chamadas a amar como Maria”

 

Lima, 15 Agosto 2012.- Com ocasião de nosso XVI Aniversário de Fundação, lhes partilhamos uma entrevista realizada a Irmã Carmen Cárdenas que é a nossa Coordenadora Geral. Esta foi publicada na página web de Notícias Sodálites (http://www.noticiasdelsodalicio.com/ ).

 

As Servas estamos chamadas a amar como Maria

14/08/12, (Noticias sodálites - Perú). Com ocasião do XVI aniversário da Fundação das Servas do Plano de Deus, uma das ramas de consagradas da Família Sodálite, conversamos com a Ir. Carmen Cárdenas Cervantes, atual Coordenadora Geral das Servas, para que nos compartilhe sua experiência e o apostolado que realizam nos quatro continentes onde habitam.

A Ir. Carmen Cárdenas Cervantes ingressou na comunidade das Servas do Plano de Deus no ano de 1998. Pertence a esta congregação desde seus inícios. Seus primeiros estudos foram na Universidade Santa Maria de Arequipa. Acompanhada com outras irmãs em 2002, abriu a primeira comunidade das Servas do Plano de Deus fora do Peru, na Colômbia. Formou parte do grupo pastoral da Universidade Católica do Oriente, onde deu também aulas de humanidades, se encarregou de alguns programas radiais, e realizou acompanhamento espiritual e formação a jovens camponeses afetados pela violência. No ano 2003, professou seus Compromissos Perpétuos de Plena Disponibilidade Apostólica nas Servas do Plano de Deus. Pouco tempo depois de seu regresso ao Peru, foi nomeada Coordenadora Geral das Servas no ano 2006. Nesta oportunidade nos conta um pouco sobre seus inícios nas Servas, seu chamado e os desafios de hoje como Coordenadora Geral.

Como conheceu a Família Sodálite? Como se vinculou? 

Tinha aproximadamente 20 anos, estava por terminara a universidade e com todos os questionamentos e inquietudes sobre o futuro, quando uma companheira me convidou a uma atividade organizada pelo Arcebispado de Arequipa para realizar um censo aos restaurantes populares, fui e conheci a várias jovens que estavam ajudando nesse projeto. Pouco tempo depois, a partir desta experiência, fui me vinculando ao Movimento de Vida Cristã (MVC) e conhecendo mais a espiritualidade sodálite.                                                                   

Leia mais...

Educando para o futuro em Angola

Huambo, 15 Junho 2012.- A Angola, país no sudoeste africano, depois de quase três décadas de guerra civil, vive um processo de reconstrução, sendo a educação uma das tarefas mais urgentes. Há quatro anos as irmãs “Servas do Plano de Deus”, que servem aos necessitados neste país africano desde o ano 2005, apoiadas por voluntários do MVC Angola, levam adiante um projeto educativo que busca favorecer crianças e jovens em situação de alto risco, que haviam perdido a esperança de alguma vez aprender a ler ou escrever.

A realidade atual de pós-guerra da Angola é que ao redor de 30% da população infantil está trabalhando e sem ir à escola, mais do 45% em Huambo; por outro lado, ao redor de 40% dos colégios que foram destruídos ainda não chegaram a ser reconstruídos em sua totalidade. “A maioria das crianças nunca pisaram uma escola, alguns poucos nunca voltaram a uma” nos conta a ir. Maria Angela, licenciada em psicologia e educação, uma das responsáveis do projeto.

Leia mais...

SETE IRMÃS REALIZARAM SUA PROFISSÃO PERPÉTUA NAS SPD

LIMA, 7 Março 2012.- Com imensa alegria, no dia 7 de março, a Igreja “Nuestra Señora de la Reconciliación” congregou uma multidão de fiéis que se reuniu para acompanhar a sete irmãs que pronunciaram seus compromissos de Plena Disponibilidade Apostólica à perpetuidade nas Servas do Plano de Deus.

As irmãs Catalina Barco, Ana María Delgado, Jennifer López, Carmen Reyes, Daniela Ruiz, Ana Velásquez e Carolina Sanabria provenientes de distintos lugares do Peru e una delas de Costa Rica realizaram sua profissão perpétua numa celebração Eucarística presidida pelo Monsenhor Felipe Bacarreza, bispo da diocese de Santa María de los Ángeles, em Chile. Durante sua homilia, Monsenhor Bacarreza ressaltou o testemunho de generosidade ao Plano de Deus de cada uma destas irmãs, que ante um mundo que muitas vezes exclui a Deus “estão declarando-nos que vale a pena entregar esta vida a Deus, que vale a pena seguir a Cristo que as chamou”.

Monsenhor Bacarreza recordou a todos os assistentes que a vocação é um chamado que Deus faz desde toda a eternidade: “A vocação de cada uma destas sete irmãs tem muita historia. Essa historia se remonta à eternidade de Deus. Deus elegeu a cada uma antes da criação do mundo”. Ademais ressaltou que é uma “decisão exclusiva de Deus que cada uma delas viesse a existir concretamente neste tempo preciso da historia”.

Em outro momento, enfatizou a resposta livre ante o chamado de Deus: “Qual é a parte delas no mistério da vocação? Há um momento de suas histórias pessoais em que Cristo saiu ao seu encontro, e elas o conheceram e optaram por ele para sempre.” Recordou que o mistério da vocação é algo que somente quem conhece a Cristo pode compreender: “as irmãs querem compartilhar o cálice de Cristo. Elas estão decididas a ir com ele até as últimas conseqüências. Elas querem seguir a Cristo com a cruz”.

Finalmente, Mons. Bacarreza ressaltou: “O amor cristão consiste em buscar o bem dos demais. A maior medida do amor consiste na entrega da própria vida pela salvação eterna dos demais. Isso é o que as irmãs querem fazer”.

As Servas do Plano de Deus foram fundadas em 1998 por Dom Luis Fernando Figari, na Arquidiocese de Lima, no Peru. Elas experimentam vivamente o convite do Senhor Jesus para viver a plena disponibilidade para o apostolado anunciando o Evangelho a todos, vivendo intensamente a caridade com uma atenção especial às pessoas frágeis, enfermas, pobres e necessitadas, a todos aquele irmãos e irmãs que sofrem. Atualmente desenvolvem seu apostolado em países da América, Europa, África e Ásia.

Compartimos-lhes alguns momentos das celebrações.Faz click aqui

 

Leia mais...